loader image

Reconstruir a relação ou desistir?

displeased black woman with unrecognizable boyfriend during conflict on bed
Alex Green on Pexels.com

É sempre muito delicado quando chega a hora de decidir se vamos lutar por uma relação ou desistir dela.

Você já passou por isso?

Tenho certeza que essa dúvida já deve ter chegado até você em algum momento da sua vida.
Embora cada caso seja um caso, existem alguns parâmetros que você pode seguir quando você estiver angustiada(o) e precisa tomar uma decisão sobre continuar ou não com esse relacionamento. As dicas que eu vou te dar podem te ajudar a perceber quando for a hora de insistir no amor da sua vida ou pegar suas coisas e ir embora de vez.


Antes de tudo, tenho que te dizer que só vale a pena insistir na relação quando os dois querem, ok? Não vale a pena lutar sozinha(o) quando o outro já “pulou do barco”ou não demonstra o menor interesse em melhorar.

Para salvar qualquer relacionamento é imprescindível o desejo de ambos!

Quando você estiver passando por esse tipo de situação, seja claro e honesto desde o começo. Exponha como você se sente e o que você pensa, sem agredir ou cobrar o outro. Exponha que vocês tem um problema e precisam conversar. Diálogo é tudo dentro de um relacionamento.
Entendam que vocês tem uma história até então, vale a pena rever o que pode ser resgatado ou o que pode ser mudado ou extinto de vez da relação. Talvez comportamentos ou sentimentos que já não servem mais. Mágoas do passado não são bem vindas nesse momento. Se você tem mágoas do seu parceiro, faça terapia. Mas não fique jogando o passado no seu momento presente, isso seria cavar a própria cova.

Um ponto importante aqui, é que esse assunto terá que ser discutido em algum momento pelo casal, e embora seja angustiante falar sobre isso, um diálogo franco, honesto e sem acusações terá que acontecer. Colocar esse tema pra debaixo do tapete só vai gerar mais angústia, dúvidas e até ressentimentos.
Existem muitos casos onde um dos dois insiste sozinho na relação, o outro se cansa e vai embora sem dar sinais, deixando quem está disposto a lutar pela relação, com a sensação de ter sido enganado. Mas isso é assunto pra um outro texto.

Se você tem desejo de reconstruir uma relação que vai mal, vale muito a pena olhar profundamente para os sentimentos dos dois e perceber se ainda há amor. Costumo dizer isso quase sempre: Que só o amor não basta para duas pessoas ficarem juntas, mas que sem amor, é impossível ter relação alguma. O amor e a base de tudo, mas a relação não pode contar só com o amor de vocês, senão vira uma esperança em algo que não é concreto. Contar com a sorte para que vocês se acertem é como estar num barco afundando e se preocupar com a temperatura da água ao invés de procurar um bote salva vidas. O que vocês precisam é de um profissional para auxiliar vocês dois a refletir sobre o que é benéfico para a relação.

Falando um pouco mais sobre salvar a relação ou desistir dela, eu quero te dizer que não existe uma decisão fácil, rápida ou até mesmo milagrosa. Costuma-se pensar que salvar uma relação diz respeito em manter o casal junto, independente do que aconteça. Infelizmente essa crença pode prejudicar muito a saúde de vocês, visto que o importante não é manter uma relação a todo custo, mas sim, que os membros do casal estejam felizes. Em alguns casos para salvarmos uma relação ela precisa acabar.

woman in white dress shirt and black skirt sitting on gray couch
Photo by cottonbro on Pexels.com

Quando se trata de escolhas a dois, existirão diferentes perspectivas que precisarão ser alinhadas com a realidade da relação. Vocês agora precisam encontrar o que promove a saúde da relação e o que não promove, para enfim entenderem o que vale a pena para a relação.

Na dúvida, a Terapia de Casal é completamente indicada para que vocês conversem sobre isso.

Esse texto foi útil para vocês? Clique aqui e saibam como posso ajuda-los.

Com carinho, Nicole.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.